sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Turma da Febeca


A primeira vez que ouvi falar do projeto Turma da Febeca foi durante o desenvolvimento da matéria que seria capa da edição 48 da Sentidos. A reportagem retratava três belas mulheres, seus sonhos e suas conquistas. Uma delas, a Daiane Lopes, serviu de inspiração para a criação de um dos inúmeros personagens que compõe o trabalho. Explico.

O jornalista Victor Klier sempre gostou de desenhos, desde o tempo de colégio. Trabalhou como roteirista para o cartunista Ziraldo, ajudando na criação das deliciosas histórias do Menino Maluquinho. Formou-se em jornalismo, fez incursões na área de cinema e teve uma grande sacada, já no século XXI. Fazer quadrinhos com personagens com deficiência. Pronto, a Turma da Febeca ganhava vida.

O nome deriva da personagem principal, Febeca, uma menina com paraplegia, causada por lesão medular. Dinâmica, alegre e bagunceira, é excelente aluna, mas vira e mexe está na sala da diretoria. Outros perfis foram criados e as histórias retratam o cotidiano de forma variada e divertida. Vale a pena conhecer o trabalho de Klier mais de perto. Para tanto, basta visitar a página da Febeca no site do Estúdio Megatério http://www.megaterio.com.br/febeca/index.html

O jornalista também mantem um blog. O endereço é http://bolgdovictorklier.blogspot.com/. Para saber como ajudar o projeto, é só falar com ele. Em tempo. Também existe uma comunidade no Orkut. http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=42763663

Foto: Victor Klier, criador da Turma da Febeca

2 comentários:

Tabs! ;) disse...

Legal esse trabalho cara! Demais mesmo! Imagina as crianças de hoje lendo essa histórias?? A deficiência ia ser encarada com muito mais naturalidade e senso de humor, né não?!

Bjokas querido!

Paulo Kehdi disse...

Com certeza Tabata. O trabalho do Victor é ótimo e merece ser divulgado.